Seguidores

domingo, 16 de junho de 2013

Olhos Sanpaku: Você Sabe O Que São?

olhos-sanpaku

Este artigo trata de um conceito milenar da medicina japonesa e, portanto, de ciência pura.

Sanpaku

Sanpaku é uma palavra do idioma japonês medieval e significa “três brancos”. De acordo com a macrobiótica (*), uma pessoa tem olhos sanpaku quando a área branca dos seus olhos é visível também na parte inferior, entre a íris e a pálpebra, como se vê na ilustração acima. Compare-se com a ilustração abaixo, na qual se veem olhos saudáveis:


Nestes olhos, vê-se que a íris toca a pálpebra de baixo e o branco dos olhos só é visível à esquerda e à direita. A medicina macrobiótica afirma que as pessoas que possuem olhos sanpaku são vítimas de uma espécie de maldição, costumam morrer prematuramente e as circunstâncias das suas mortes são, geralmente, trágicas. Verdade ou mentira? Quem achar que é mentira, que veja os exemplos de John Kennedy, Michael Jackson, princesa Diana etc. e pare para pensar.

Olhos sanpaku famosos

De cima para baixo, da esquerda para a direita:

Olhos sanpaku do presidente norteamericano John Kennedy, assassinado em 1963; olhos sanpaku de Michael Jackson, morto tragicamente em 2009; olhos sanpaku de John Lennon, assassinado em 1980; olhos sanpaku da princesa Diane, morta tragicamente em 1997; olhos sanpaku do senador Robert Kennedy, assassinado em 1968; olhos sanpaku de Marilyn Monroe, morta tragicamente em 1962; olhos sanpaku de Indira Gandhi, assassinada em 1984; olhos sanpaku da cantora Maysa, morta tragicamente em 1977; olhos sanpaku da atriz Juliana Paes, ainda viva; olhos sanpaku do jornalista e apresentador de TV William Waak, ainda vivo.

A macrobiótica é taxativa: pessoas com olhos sanpaku são portadoras de um grave estado de desequilíbrio físico e espiritual. No seu livro ‘”Sois todos sanpaku”, George Oshawa, criador da medicina macrobiótica, escreveu: O sanpaku perdeu o contato consigo mesmo, com seu corpo e com as forças naturais do universo. Os sintomas do sanpaku podem ser reconhecidos como fadiga crônica, baixa vitalidade sexual, reflexos ruins, mau humor, incapacidade de dormir bem e falta de precisão nos pensamentos e ações. A alimentação correta é a maneira simples e natural de corrigir a perigosa condição sanpaku e criar um estado de saúde, harmonia e bem-estar, internos e externos.”

Oshawa escreveu um artigo para o famoso jornal norteamericano The New York Times no qual previu a morte de John Kennedy, Bob Kennedy, Marilyn Monroe e de outras celebridades.

(*) A macrobiótica é um regime alimentar e de vida. A sua designação deriva de macro, grande, e bio, vida. O estilo de vida macrobiótico preconiza a plena vida, implementando o velho aforismo mente sã em corpo são. O japonês Oshawa (1893-1966) é o principal responsável pela divulgação dessa cultura no ocidente. Esta arte/ciência considera que o alimento principal para os seres humanos são os cereais integrais, comidos crus, cozidos, assados, fritos, germinados, enfim, em inúmeras formas de preparo e apresentação. Para esclarecer melhor a quem está acostumado com a visão científica desses assuntos, um tópico importante a ser destacado é que se dá muita atenção ao equilíbrio sódio-potássio (yin-yang) na escolha e no preparo da alimentação. A proporção dos mesmos deve se aproximar, na alimentação, da proporção existente nas células do organismo humano. Isso não quer dizer que precisaremos de uma tabelinha analítica da ocorrência desses dois elementos nos diversos alimentos. A habilidade em discernir essas características vem com a prática, através da observação e meditação sobre os conceitos de yin e yang, principais colunas do pensamento dialético oriental.